A emancipação dos ciclistas bracarenses

A emancipação dos ciclistas bracarenses

Hoje, em Braga, é rara a altura do dia em que se olha para uma praça e não se vêem utilizadores de bicicleta. É uma mudança significativa face ao que sucedia há uns anos em que a bicicleta estava reservada aos jovens (rapazes) e aos desportistas. A cidade, principalmente no eixo Nascente-Poente, não apresenta grandes dificuldades para pedalar. Além disso, até distâncias de 5 quilómetros a bicicleta é o meio de transporte mais rápido face aos demais. Rapidez que se torna ainda mais evidente quanto o mesmo percurso nos obriga a ir a diversos locais, seja fazer diversos recados, seja para deixar o filho na escola a caminho do trabalho. (mais…)