Ciclistas Urbanos em Braga #74


Ciclistas Urbanos em Braga

A Anaís mora em Ferreiros e vem sempre de bicicleta para o seu emprego, numa conhecida gelataria do centro. Tal como um a outro colega seu, nem a chuva a desanima de pedalar para o trabalho.

Ciclistas Urbanos em Braga #72


Ciclistas Urbanos em Braga

O Henrique usa ocasionalmente a bicicleta, mas gostava de ter melhores condições em Braga. Na breve conversa que tivemos, referiu ter tido conhecimento, pela comunicação social, de planos para a disponibilização de bicicletas partilhadas na nossa cidade e mostrou-se curioso quanto ao avanço desse projeto.

 
Notas:

Seria, sem dúvida, excelente ter em Braga uma boa rede de bicicletas partilhadas, que ligasse os principais pontos da cidade, incluindo os serviços públicos, áreas comerciais, universidades, etc. Mas, infelizmente, seja por culpa da temida crise ou, como outros arriscam acusar, por falta de vontade ou coragem política, a verdade é que o projeto das BUTE morreu há muito e o outro projeto, das bicicletas elétricas, parece ter tido destino parecido.

Numa pesquisa pela Internet acerca deste tema, é possível encontrar alguns relatos da época (há cerca de três ou quatro anos), mas aparentemente, nenhum desenvolvimento posterior:

Pessoalmente, e ainda que reconheça as enormes vantagens da implementação de um sistema de bicicletas partilhadas, como os de Barcelona, Londres, Paris ou Aveiro, penso que mais urgente ainda é a criação de uma rede viária ciclável na cidade de Braga. Com ou sem ciclovias, o mais importante é disponibilizar uma rede viária útil, a ligar os principais pontos da cidade de forma tão direta quanto possível, e em condições de segurança para quem se desloca de bicicleta. E estacionamentos para bicicletas nos locais em que são necessários.

Trata-se de um tipo de medidas que não requerem necessariamente um grande investimento financeiro, mas cujas vantagens seriam certamente aproveitadas por todos, ciclistas e não só.

Ciclistas Urbanos em Braga #57 e #58


Ciclistas Urbanos em Braga

O Habib Nurusman e o Supriyono Suwito, dois jovens muito simpáticos e bem-dispostos, vêm da Indonésia e estudam na Universidade do Minho. Usam diariamente a bicicleta para irem para a universidade e para todo o tipo de deslocações na cidade de Braga. À falta de estacionamentos adequados, veem-se obrigados a recorrer aos candeeiros para improvisadamente prender as bicicletas da forma possível…

Ciclistas Urbanos em Braga #55 e #56


Ciclistas Urbanos em Braga

O escritor e fotógrafo Rómulo Duque gosta de fazer as suas reportagens em Braga de bicicleta. Muitos ciclistas certamente o reconhecerão como o fotógrafo dos Encontros com Pedal. Para a Teresa, sua esposa, a bicicleta tem sido sobretudo uma companheira de passeio e de exercício físico. Ambos apontam a falta de estacionamentos adequados para bicicletas como uma das grandes lacunas da cidade de Braga.

Ciclistas Urbanos em Braga #45


Ciclistas Urbanos em Braga

A Janina, que veio da Alemanha para estudar numa das nossas universidades, usa a bicicleta para se deslocar por Braga e acha que esta cidade parece mesmo feita para andar de bicicleta – sem inclinações, com um ótimo clima, etc.. Estranha, contudo, o facto de não haver vias para ciclistas nem estacionamentos adequados para bicicletas.

Na curta conversa que tivemos, perguntou-me, curiosamente, se havia alguma ciclovia a ligar Braga às cidades mais próximas, como o Porto ou Guimarães. Seria excelente ter ciclovias de boa qualidade a ligar Braga a localidades como Vila Verde, Póvoa de Lanhoso, Barcelos, Famalicão, Porto, Guimarães, minimizando na medida do possível os declives e sem o desnecessário desconforto do trânsito automóvel. Os turistas (e também muitos trabalhadores de todas essas localidades) certamente apreciariam essas vias, que contribuiriam afinal para um uso mais alargado da bicicleta.

É, pois, sem dúvida, uma excelente questão, embora a resposta seja ainda um simples e triste “não”…