Uma cidade diamante

Uma cidade diamante


Tinha uma vontade. Fui ao mapa e tracei a minha rota. Peguei na minha bicicleta e fui. Cheguei com a maior simplicidade com que se pode chegar a um lugar. Durante a viagem sonhei… sonhei que Braga poderia também ser um “paraíso ciclável” e que tudo ganharia outro ar. Apercebi-me tão rapidamente o quão atrasados estamos em relação ao resto da Europa. Sair de Braga para viver uns meses em Antuérpia é ser presenteada todos os dias a nível da mobilidade. Antuérpia, que em 2019, foi classificada a 4º cidade mais bike friendly pelo The Copenhagenize Index, e isso sente-se na perfeição para quem por aqui circula e reflete-se, realmente, no dia-a-dia das pessoas, com mais de 700km de ciclovias seguras e confortáveis. (mais…)

A Bicicleta e a Liberdade

A Bicicleta e a Liberdade


A semana que vai do 25 de abril até ao dia 1 de maio assinala a conquista da Liberdade e de diversos direitos sociais, que se iniciou naquela madrugada de abril de 1974. Enquanto pensava num tema para esta crónica, achei que seria interessante refletir um pouco sobre a bicicleta enquanto símbolo de Liberdade. Lembrei-me de algo que o meu pai me chamou a atenção, um panfleto comemorativo do centenário da Comuna de Paris, publicado em 1971 em França e que ele próprio tinha traduzido e editado em Portugal naquele ano, lá, entre diversas propostas de grande fervor revolucionário, reivindicava-se: “pôr à disposição dos habitantes de Paris um milhão de bicicletas cuja utilização é livre, mas não poderão sair da zona parisiense e seus arredores”. (mais…)