Bici-Paper no centro de Braga – vamos lá pedalar?

Bici-Paper no centro de Braga – vamos lá pedalar?


Este sábado, dia 19 de abril, realiza-se no centro da cidade de Braga um Bici-Paper, por iniciativa da JovemCoop em colaboração com a Go By Bike. Será uma excelente oportunidade para nos divertirmos e ao mesmo tempo ficarmos a conhecer melhor a nossa cidade!

Segundo a organização deste evento, a participação poderá ser feita individualmente ou criando uma equipa com o máximo de 5 elementos. Todos são bem-vindos, pelo que é sempre boa ideia levar alguns amigos e familiares. O ponto de encontro é o Largo da Senhor-a-Branca, às 14h30.

As inscrições são gratuitas e podem ser feita por email (ver aqui o cartaz oficial do evento), até 5ª feira, dia 17 de abril. Não há limite de idade, basta ter boa disposição e gostar de pedalar.

Vamos lá pedalar? 😉

Câmara Municipal de Braga lança nova campanha sobre ciclovias e espaços verdes


O departamento de comunicação da Câmara Municipal de Braga acaba de lançar o seguinte vídeo sobre as obras em curso e projetos para o futuro, no que se refere a espaços verdes e vias cicláveis para a cidade de Braga.

Um dado interessante: para além da referência à requalificação do Rio Este, este vídeo fala em cerca de 29km de ciclovias, a maior parte dos quais ainda por construir mas, pelos vistos, a caminho da sua construção para breve.

A mesma mensagem aparece reforçada na exposição recentemente colocada no centro, sobre a mesma temática. Um dos expositores, cuja foto foi partilhada hoje pelo Eng. Rui Gonçalves no grupo Braga Ciclável no Facebook, fala precisamente das vias cicláveis já existentes e das que serão brevemente construídas:

Expositor ciclovias cmb

Ou seja, ficamos assim a saber de projetos “desenvolvidos entre 2009 e 2013” onde se contempla uma “rede de percursos e corredores cicláveis”, dividida por três tipologias:

  • Pistas Cicláveis (total: 9,44km)
    • Ao longo do Rio Este (3155,4m)
    • Ao longo da Rodovia:
      • Rotunda Santos da Cunha – Estação (836,4m)
      • Santos da Cunha – UM (4166,1m)
      • Grundig-Rotunda Santos da Cunha (1279,4m)

  • Faixas Cicláveis (total: 5,98km)
    • Cruzamento UM – Senhora a Branca (1386,4m)
    • Rotunda Continente – Senhora a Branca (2298,7m)
    • Aldeamento Quinta da Capela – Picoto (623,2m)
    • Avenida da Liberdade – Palmes (1044,9m)
    • Rio Este – Senhora a Branca (623,4m)

  • Vias partilhadas (coexistência) (total: 13,51km)
    • “rede que se desenvolve na Área central Urbana – Cidade Consolidada – Lamaçães e que complementa a rede de pistas e faixas cicláveis propostas”

Sendo esta uma comunicação oficial da própria CMB (e não uma qualquer ação de campanha eleitoral com origem num dos candidatos), será então de supor que até ao final do atual mandato estará em curso a maior parte destes projetos. Então, isto significa que ainda este ano vamos ter em Braga um total de 9,5km de ciclovias, mais 6km de ciclofaixas, mais 13,5km de vias partilhadas com sinalização adequada, etc. Não tinha conhecimento de todos estes planos da CMB para o ano corrente. Devo dizer que é um excelente começo, caso se concretize. Não só abrange a zona da Grundig à Universidade do Minho, como liga também à Estação.

Contudo, e olhando para a informação que tem circulado nos jornais, não posso deixar de questionar sobre até que ponto serão exequíveis todos estes projetos dentro do prazo ali referido (entre 2009 e 2013). Em matéria de vias cicláveis, até ao momento, creio que apenas as obras do Picoto e o do Rio Este estão em curso. Ou seja, falta começar as obras em 6,3km de pistas cicláveis, em todas as faixas cicláveis e em todas as zonas de convivência.

Quando começam essas obras? Vão ser realizadas só depois de terminar o verão, quando voltarem as chuvas? Ou ficarão apenas para depois das eleições, caso o atual executivo continue em funções? E o que acontecerá caso haja uma reviravolta nas já próximas eleições de setembro? Estes projetos agora anunciados pela Câmara Municipal de Braga serão simplesmente arquivados pelo novo executivo, ou terão ainda assim algum tipo de continuidade?

Junta de Freguesia de São Victor manifesta apoio público à Proposta Para Uma Mobilidade Sustentável


Junta de Freguesia de São Victor (Braga)

A Junta de Freguesia de São Victor decidiu juntar o seu nome à lista de instituições de Braga que já manifestaram o seu apoio público à Proposta Para Uma Mobilidade Sustentável, a iniciativa que o Braga Ciclável lançou há cerca de um ano em conjunto com diversas instituições da cidade de Braga. Por decisão unânime, aquela autarquia afirma subscrever os princípios gerais desta proposta.

O dossiê, que contempla um conjunto de sugestões para a promoção do uso da bicicleta na cidade de Braga, foi apresentado em 2012 à CMB e às diversas forças políticas da cidade. Contou desde o início com o apoio público do blog Braga Ciclável, dos Encontros Com Pedal, da Associação de Cicloturismo do Minho e do Clube de Cicloturismo de Braga, e tem vindo a receber posteriormente outros apoios de diversas instituições da cidade de Braga. Trata-se de uma iniciativa de cariz apartidário, sendo que qualquer entidade da cidade de Braga pode manifestar, se assim o entender, o seu apoio público a esta iniciativa.

A todos, agradecemos o voto de apoio. Vamos fazer de Braga uma cidade mais amiga dos ciclistas!

Ciclistas Urbanos em Braga #59


Ciclistas Urbanos em Braga

O Gabriel conta-nos que, há algum tempo atrás, já chegou a usar bicicleta para ir para escola. Atualmente tende a usar sobretudo os transportes públicos, mas continua a usar regularmente a bicicleta para passear e praticar desporto, ou para fazer algumas compras, por exemplo.

Gostava de ter melhores ciclovias em Braga e sonha com a criação de um vasto Parque da Cidade na zona das Sete Fontes.

Ciclistas Urbanos em Braga #52


Ciclistas Urbanos em Braga

O Sérgio, de Maximinos, usa a sua bicicleta para se deslocar para todo o lado em Braga. Tal como muitos outros bracarenses, sente diariamente a falta de estacionamentos adequados e de melhores condições para circular de bicicleta.

Ah!, e sim, também já lhe roubaram uma bicicleta cá em braga (infelizmente, o roubo de bicicletas na nossa cidade começa a ser um tema recorrente).

Ciclistas Urbanos em Braga #37


Ciclistas Urbanos em Braga

O sr. Alexandre vai quase todos os dias de bicicleta para o trabalho, desde há cerca de 3 anos. Vem da zona do Braga Parque e atravessa o Centro em direção ao Arco da Porta Nova. Entre as várias vantagens da bicicleta, destaca o tempo que esta lhe permite poupar: a deslocação porta a porta, num percurso de 3 a 4 km em cidade, demora efetivamente menos tempo usando a bicicleta, em vez de levar o carro.

Ciclistas Urbanos em Braga #32


Ciclistas Urbanos em Braga

A Ana e a Edite (filha e mãe, respetivamente) gostam de andar de bicicleta, mas lamentam a falta de condições na cidade de Braga. Por exemplo, ir de bicicleta para a escola, sem ciclovias nem ruas devidamente sinalizadas e adaptadas para ciclistas, parece-lhes mais complicado do que em países como a França, onde essa é uma prática habitual. Ainda assim, a mãe refere que costuma usar a bicicleta para efetuar as suas deslocações pelo centro, incluindo, ocasionalmente, na ida para o trabalho.

Nota:
Até o momento, tenho optado por incluir nesta rubrica apenas fotos de ciclistas adultos, em parte para reforçar a ideia de que o ciclismo urbano, para além das vertentes lúdica e desportiva, é sobretudo uma modalidade de transporte útil, para os cidadãos de qualquer idade. Decidi abrir aqui esta exceção, que me parece útil na medida em que permite demonstrar que também existe um público juvenil que usa a bicicleta em Braga, seja para ir para a escola, seja para se divertir.

Basta parar alguns momentos na Avenida Central ou nos semáforos da Senhora-a-Branca, para perceber que boa parte dos ciclistas desta cidade são crianças e adolescentes. Infelizmente, em Braga, ir para a escola de bicicleta é ainda uma atividade que muitos considerarão arriscada e desaconselhável. No entanto, quando vemos o que se passa em países como a França, a Holanda, a Alemanha ou a Bélgica, logo percebemos que temos ainda um longo caminho a percorrer, no sentido de tornar as nossas cidades em locais seguros, onde é realmente bom viver…

Ciclistas Urbanos em Braga #27


Ciclistas Urbanos em Braga

O Carlos Ferreira é um jovem empreendedor, que acredita no potencial da bicicleta para melhorar a qualidade de vida na cidade de Braga. Há algum tempo atrás, decidiu criar uma empresa de aluguer de bicicletas, que vem sendo uma excelente mais-valia para a cidade, sobretudo na área do turismo.

Nota:

O passeio que vemos nesta foto é um dos atalhos habitualmente usados pelos ciclistas que chegam à Avenida Central vindos da Av. 31 de Janeiro ou da Rua D. Pedro V.

Para além do sempre indesejável confronto com os peões, é de referir que este tipo de piso é demasiado escorregadio quando chove. Seria, pois, importante encontrar uma solução mais segura e eficaz para fazer a ligação, para ciclistas, entre as várias vias que se cruzam no Largo da Senhora-a-Branca.