Passeios a Pedal: Arquitectura Moderna (Desconhecida) de Braga

Passeios a Pedal: Arquitectura Moderna (Desconhecida) de Braga


Quantas vezes olhamos os edifícios que encontramos no nosso caminho e nos questionamos sobre a sua origem, sobre os seus espaços, sobre as pessoas que os habitam? Quantas vezes queremos compreender as histórias que residem para além das fachadas?

Braga possui vários exemplos de edifícios que, no seu anonimato, escondem histórias de quem os projectou e de quem lhes quis dar vida.

Com esse mote, no dia 16 de Novembro, juntar-nos-emos para uma nova edição dos PASSEIOS A PEDAL, um passeio de bicicleta que desta feita se versa sobre a “Arquitectura Moderna (Desconhecida) de Braga”, com paragem junto a obras que se tornaram referências da arquitectura do século XX, não apenas na cidade, mas para além dos seus limites.

Pela voz da Rita Martins, da Maria Tavares e do António Neves, aprenderemos mais sobre a pessoa e a obra de Moura Coutinho, no seu período tardio, Nuno Teotónio Pereira, Arménio Losa ou Souto de Moura, todos com marcas no panorama construtivo de Braga.

A participação é livre e tem como requisito que cada um traga a sua bicicleta e curiosidade. O ponto de encontro será a Praça da República, junto ao edifício do Posto do Turismo, às 15h30.

Dado o caráter informal do evento, pedimos a todos os participantes que circulem de acordo com o código da estrada e com o máximo de respeito pela sua segurança e do próximo.

5.10.2019 – Aulas de Iniciação à Bicicleta e Cicloficina na Praça da Justiça

5.10.2019 – Aulas de Iniciação à Bicicleta e Cicloficina na Praça da Justiça


No dia 5 de outubro de 2019, a Braga Ciclável, numa co-organização com a Junta de Freguesia de São Victor, vai organizar um duplo evento na Praça da Justiça, entre as 09:00 e as 13:00.

Nesse dia serão realizadas aulas de iniciação à bicicleta para adultos e crianças. Estas aulas, que serão dadas por professoras devidamente credenciadas para o efeito e associadas da Braga Ciclável, permitirão a todas as pessoas que não saibam pedalar ter a oportunidade de aprender a fazê-lo. Nesse sentido todas as pessoas que queiram aprender estão convidadas a aparecer no evento.

Ao mesmo tempo, e na mesma praça, decorrerá a cicloficina, onde as pessoas poderão aprender técnicas básicas de manutenção das bicicletas. Para isso estarão presentes dois mecânicos, também eles associados da Braga Ciclável, que auxiliarão as pessoas a efetuarem a manutenção da própria bicicleta. Isto poderá passar por simples afinações, a trocas de componentes como sejam câmaras de ar ou pneus.

Pedalo para a Escola!

Pedalo para a Escola!


Pedalo para a escola!

O Pedalo para a Escola é um novo projecto, da Braga Ciclável, que pretende estimular os jovens a deslocarem-se, de bicicleta, para a escola. O seu início decorrerá no dia 25 de Setembro de 2019, e decorrerá todas as quartas feiras.

A utilização de bicicleta apresenta inúmeros benefícios para o jovens, desde aumentar a capacidade de concentração para o estudo, promover a melhoria da capacidade cardiorrespiratória, diminuir a ansiedade, aumentar a capacidade de orientação espacial, na cidade, e promover a autonomia.

Nesse sentido a Braga Ciclável definiu um trajeto (LINHA 1), para já único, que passará por 3 escolas: Escola Secundária Carlos Amarante; Escola Básica Francisco Sanches e Colégio Teresiano.

Assim, os alunos e seus encarregados de educação, que vivam nas imediações deste trajeto, podem comparecer nas cicloparagens (7 no total), nos horários definidos, e entrar na coluna de bicicletas que se deslocará de Nogueira à Rua do Taxa, de manhã, e no sentido inverso à tarde.

 

Horários e  cicloparagens:

IDA

1- Rua de Vila Nova, Nogueira, junto ao semáforo da Agrimil —- 07H55  — Símbolo: SELIM

2- Imediações da paragem de Autocarro, em frente à Carclasse —- 08H00 — Símbolo: CORRENTE

3- Imediações da paragem de Autocarro, na Devesa, perto da Rotunda de São João —- 08H03 — Símbolo: DESVIADOR

4- Imediações da paragem de Autocarro, na 31 de Janeiro, perto da BP —- 08H05 — Símbolo: RAIO

5- Imediações da paragem de Autocarro, em frente ao café Chave d’ouro —- 08H10  — Símbolo: PRATO

6 – Imediações da M & Costa, na Rua de São Victor —- 08H12  — Símbolo: PEDAL

7- Em frente ao Colégio Teresiano —– 08H15  — Símbolo: ALOQUETE

REGRESSO A CASA

7- Em frente ao Colégio Teresiano —– 16H50

6 – Imediações da M&Costa, na rua de São Victor —- 16H53

5- Imediações da paragem de Autocarro, em frente ao café Chave d’ouro —- 16H55

4- Imediações da paragem de Autocarro, na 31 de Janeiro, perto da BP —- 17H00

3- Imediações da paragem de Autocarro, na Devesa, perto da Rotunda de São João —- 17H03

2- Imediações da paragem de Autocarro, em frente à Carclasse —- 17H10

1- Rua de Vila Nova, Nogueira, junto ao semáforo da Agrimil —- 17H13

 

Cada cicloparagem terá o nome de um acessório de bicicleta, para ser mais estimulante para os jovens, como podem verificar na imagem.

Aconselha-se a que crianças pequenas sejam transportadas em cadeira ou atrelado, pelos encarregados de educação, e os adolescentes, que garantidamente consegue deslocar-se de bicicleta no trajeto definido, cumprindo as regras de trânsito, sejam acompanhados pelos pais ao longo do trajeto casa-escola. Convém ter atenção ao vestuário e adaptar de acordo com as condições climatéricas. Não existe mau tempo, apenas equipamento desadequado.

 

A Braga ciclável não se responsabiliza por eventuais acidentes que decorram ao longo do trajeto, contudo garante a presença de um adulto que, também, se deslocará de bicicleta com os seus filhos. Qualquer acidente que decorra desta deslocação pode e deve ser reportado ao seguro escolar. A Braga Ciclável fará chegar a informação às escolas e associações de pais. Qualquer dúvida não hesite em contactar a Braga Ciclável.

 

 

“Pedalar e dar as mãos contra o Linfoma”

“Pedalar e dar as mãos contra o Linfoma”


No dia 15 de setembro de 2019, Dia Internacional do Linfoma, está planeado o “Pedalar e Dar as Mãos contra o Linfoma” em Braga, na Praça da República.

Esta iniciativa, da APLL – Associação Portuguesa de Leucemias e Linfomas, conta com o apoio da Braga Ciclável!

Setembro é o mês da consciencialização sobre as Doenças Malignas do Sangue

Este ano, a APLL Portuguesa de Leucemias e Linfomas está a organizar várias atividades para alertar para as Doenças Malignas do Sangue

Esta iniciativa surge com o objetivo de sensibilizar a Opinião Pública para um conhecimento geral sobre estas doenças, sobre a nossa Associação e as atividades desenvolvidas com os doentes, contribuindo assim para uma melhoria da sua qualidade de vida.

A principal atenção estará nos programas de reabilitação física dos doentes “Pulsar”, “De volta à forma” e “Viver Melhor”estando planeada uma tertúlia com a participação dos Professores e dos participantes nas aulas. Estes programas, disponíveis para todos os doentes oncológicos, têm demonstrado ser um sucesso entre todos. Permitem a reabilitação física dos participantes através da recuperação da massa muscular e aumento da mobilidade motora, bem como a melhoria da flexibilidade dos membros superiores e inferiores de cada doente!

Haverá um “Pedalar contra o linfoma” – pequeno passeio de bicicleta pelo centro da cidade, mantendo assim a tradição de uma das primeiras atividades desenvolvidas pela APLL.

Para terminar o evento, todos os participantes unidos farão um cordão humano à volta da fonte, simbolizando a força de todos nós contra as doenças malignas do sangue – juntos somos + FORTES.

Aulas de Iniciação à Bicicleta e Cicloficina na Praça da Justiça

Aulas de Iniciação à Bicicleta e Cicloficina na Praça da Justiça


No dia 7 de setembro de 2019, do próximo sábado a 8 dias, a Braga Ciclável, numa co-organização com a Junta de Freguesia de São Victor, vai organizar um duplo evento na Praça da Justiça, entre as 09:00 e as 13:00.

Nesse dia serão realizadas aulas de iniciação à bicicleta para adultos e crianças. Estas aulas, que serão dadas por professoras devidamente credenciadas para o efeito e associadas da Braga Ciclável, permitirão a todas as pessoas que não saibam pedalar ter a oportunidade de aprender a fazê-lo. Nesse sentido todas as pessoas que queiram aprender estão convidadas a aparecer no evento.

Ao mesmo tempo, e na mesma praça, decorrerá a cicloficina, onde as pessoas poderão aprender técnicas básicas de manutenção das bicicletas. Para isso estarão presentes dois mecânicos, também eles associados da Braga Ciclável, que auxiliarão as pessoas a efetuarem a manutenção da própria bicicleta. Isto poderá passar por simples afinações, a trocas de componentes como sejam câmaras de ar ou pneus.

A Junta de Freguesia de São Victor alia-se a este evento no âmbito do seu programa autárquico “São Victor Ciclável”. Para Ricardo Silva, presidente da junta de São Victor, “todas as ações que visem a mobilidade em bicicleta são de apoiar, uma vez que este é um modo de transporte que deve ser estimulado a ser utilizado na cidade.” O presidente da autarquia mais populosa de Braga e a 31ª mais populosa do país diz ainda que “é necessário alterar os hábitos de deslocação na cidade e escolher o melhor modo de transporte. A bicicleta pode ser o melhor modo de transporte, mas para isso é preciso que as pessoas saibam andar de bicicleta. Infelizmente muitas crianças não sabem andar de bicicleta e ainda temos adultos que nunca aprenderam a andar. É para colmatar essas falhas que também nos aliamos a este evento. Isto porque toda a gente tem memória de andar de bicicleta e, por norma, essas memórias são muito boas.”

Mário Meireles, presidente da Braga Ciclável, diz que estas ações e eventos têm vindo a ser habituais no plano de atividades da associação, mas que os eventos por si só não bastam. “Podemos fazer eventos todas as semanas, mas com as ruas que hoje temos as pessoas têm medo de utilizar a bicicleta. Das duas uma, ou vamos ter pessoas a utilizar a bicicleta nos passeios – o que está errado, ou vão correr riscos na estrada. Precisamos de reorganizar as nossas ruas para que a bicicleta tenha ali um lugar seguro e seja, efetivamente, uma alternativa. Apenas assim poderemos fazer com que as crianças que aprendem a andar de bicicleta a utilizem para, autonomamente ou acompanhadas pelos pais, se deslocarem para a escola.”