Já aqui havíamos falado neste assunto, pelo menos uma vez. É urgente dotar a cidade de Braga de lugares de estacionamento para bicicletas nos principais pontos de interesse turístico: a Sé de Braga, a zona envolvente da Arcada, os museus, a Avenida Central e a Avenida da Liberdade, o Posto de Turismo, o Largo da Senhora-a-Branca, as interfaces de transportes públicos, etc.

Há um número significativo (mas ainda por contabilizar) de turistas que escolhem visitar a cidade de Braga em bicicleta (um exemplo aqui, e um outro também aqui, e claro, também este aqui), mas que infelizmente recebem da cidade um cartão de visita um bocadinho desagradável. Para além da notória falta de acessos cicláveis para certas zonas da cidade localizadas fora do perímetro da área pedonal, não existem estacionamentos para bicicletas.

Os turistas – e os bracarenses, já agora – lá se desenrascam como podem: ou vão lanchar ou visitar à vez os monumentos, enquanto alguém fica a guardar as bicicletas; ou tentam prender de forma bastante insegura e inestética as bicicletas a candeeiros ou gradeamentos; ou entao, deixam o cão a guardar as bicicletas. Foi o que vi acontecer estes dias, na Sé de Braga. Como não havia estacionamentos para prender as bicicletas à porta da Sé, esta família terá deixado o cão a tomar conta das suas bicicletas enquanto visitavam o interior da catedral.

Cao de guarda bicicletas

É pena que a nossa cidade ainda não esteja ainda preparada para receber de forma adequada os turistas que a visitam, em aspetos tão básicos como este…

Victor Domingos

Victor Domingos

Escritor independente. Aprendiz de poeta, de ciclista e de tantas tantas coisas mais.
Victor Domingos
%d bloggers like this: