Na passada quarta-feira, dia 17 de Setembro de 2019, a associação Braga ciclável reuniu com os candidatos do Bloco de Esquerda(BE) pelo círculo eleitoral de Braga nas eleições legislativas de 6 de Outubro de 2019. O BE fez-se representar por Alexandra Vieira, Carlos Machado, Fernando Bessa e Manuela Airosa. Do lado da Braga Ciclável estiveram presentes Rafael Remondes e Victor Domingos.

A reunião começou com a apresentação dos candidatos do BE e com uma breve introdução da agenda do partido sobre a área ambiental.

Victor Domingos passou então a fazer uma breve explicação sobre as história da associação, desde os tempos em que era apenas o blog em nome pessoal até se tornar um movimento/associação cívica para promover e consciencializar para o uso da bicicleta na cidade e concelho de Braga.

Alexandra Vieira questionou depois a associação sobre as propostas apresentadas ao município de Braga. Victor Domingos referiu que a Braga Ciclável apresentou propostas em 2013 ao anterior executivo PS da Câmara Municipal de Braga e posteriormente ao actual executivo da coligação Juntos Por Braga. Propostas essas que se resumiam a dois pontos fundamentais:

1- Estacionamento dedicados para as bicicletas
Rede ciclável entre a Universidade do Minho e a Estação de comboios

2- Foi assinalado que apenas uma parte dessas propostas foram executadas. Foi considerado pelo elementos presente da associação que os estacionamentos ainda são insuficientes e para além disso a rede ciclável entre os dois pontos fulcrais da cidade continua por fazer.

Posteriormente, Fernando Bessa enquadrou esta iniciativa do BE de reunir com a associação no âmbito das propostas que o partido tem para o ambiente referindo que o mesmo é uma das prioridades no seu programa eleitoral.

Alexandra Vieira referiu que o uso bicicleta é parte fundamental para a neutralidade carbónica desejada por Portugal e pela Europa e elencou as propostas do partido no sentido de incentivar mais o uso da bicicleta em meio urbano, combinado os transportes públicos.

A Braga Ciclável aproveitou ainda para referir a importância da segurança rodoviária. Os excessos de velocidade e as largas vias que existem na cidade são um entrave a uma maior utilização da bicicleta porque provoca insegurança nos ciclistas urbanos. Rafael Remondes referiu que apesar de as velocidades serem de 30, 50 e 70 km/h, esses limites não são cumpridos pelos condutores e que é muito importante apostar mais na fiscalização e na sensibilização. Victor Domingos sublinhou ainda a pouca atratividade das infraestruturas cicláveis na cidade como sendo outro factor para não existirem mais ciclistas. Foi dada a nota sobre o pouco custo de algumas medidas que ajudariam a melhorar a rede ciclável da cidade como separadores físicos em algumas vias entre ciclistas e condutores.

Foi pedida ainda pelo BE a opinião da associação sobre as actuais ciclovias em Braga que existem em Lamaçães e pelo Rio Este. Pelo que ambas foram consideradas insuficientes, sem ligação a pontos principais e com muitos erros apontados pela associação em sede própria.

A reunião foi terminada com os candidatos do BE a enfatizar de novo a importância não só da bicicleta no seu plano para a emergência climática bem como de meios de transporte coletivos e públicos.

Braga Ciclável

A Associação Braga Ciclável representa os cidadãos que utilizam ou desejam começar a utilizar a bicicleta na cidade de Braga, como meio de transporte e pretende contribuir para a melhoria de condições de segurança e conforto, com vista a expandir esse uso e tornar Braga uma cidade onde seja mais seguro e mais agradável viver. Vamos fazer de Braga uma cidade mais amiga dos peões, das bicicletas e dos ciclistas!
Braga Ciclável