Nós, Braga Ciclável, somos uma associação sem fins lucrativos que promove a utilização da bicicleta como meio de transporte na cidade de Braga. Antes de sermos uma associação, éramos um movimento cívico e antes disso éramos apenas cidadãos de Braga que se preocupavam, individualmente, cada um em seu canto da cidade, com as condições para a utilização da bicicleta nas nossas vidas pessoais. Mas a democracia, que é uma coisa muito bonita, disse-nos que a união faz a força e que os nossos problemas eram os problemas de muitas outras pessoas e que talvez fosse boa ideia trabalharmos em conjunto para ajudar a construir uma cidade melhor para todos. A nossa missão é encorajar o uso quotidiano da bicicleta e facilitar a todos os cidadãos os benefícios individuais, sociais, económicos e ambientais desse uso. Somos estudantes, lojistas, administradores, engenheiros, arquitectos, vendedores, mulheres e homens e a única coisa que ganhamos com este projecto é um sorriso de cada vez que vemos mais um cidadão de bicicleta a circular em segurança em Braga.

A pensar em todos os cidadãos de Braga, mesmo nos que ainda não têm bicicletas, organizamo-nos e usamos todos os canais existentes em democracia para promover a melhoria das condições de circulação na cidade. Estudamos soluções, debatemos com outros grupos, discutimos, analisamos o que está a ser feito noutras cidades, fazemos propostas e mapas e contactamos as entidades responsáveis, decisores políticos e comunicação social para que Braga se torne uma cidade melhor para os que optam por este meio de transporte. Assim, contribuímos para a criação de uma proposta no Orçamento Participativo da Câmara Municipal de Braga para 2017. A nossa proposta (OP17/PROJ016) é a de criação de uma via ciclável na Av. 31 de Janeiro e Porfírio da Silva. Por se tratar de um eixo central da nossa cidade propomos a criação de pistas cicláveis nesse eixo e nas ligações dessas avenidas às escolas instaladas na zona.

Acreditamos que em democracia é obrigação de todos os cidadãos escolher a cidade em que querem viver, por isso convidamos todos os leitores a ler a nossa proposta ao Orçamento Participativo no site da Câmara Municipal e ajudar-nos a construir uma cidade melhor para todos.


(Artigo originalmente publicado na edição de 17/09/2016 do Diário do Minho)

Helena Gomes
Helena Gomes

Latest posts by Helena Gomes (see all)

%d bloggers like this: